Notícias

POSSIBILIDADES DO ENSINO A DISTÂNCIA
em 20/08/2015


   O modelo de ensino a distância no Brasil encontra-se em ascensão e ganha alunos em diversas áreas de ensino. Um levantamento elaborado pelo Ministério da Educação aponta os dados relativos as matrículas realizadas no período de 2001 a 2012. O número de ingressantes ao EAD no ano de 2001 era de pouco mais de 5 mil alunos, já em 2012 esse número ultrapassava a marca de 1 milhão de inscritos. O mercado de ensino a distância está em constante expansão, e até 2013 tinha registrado 4 milhões de alunos matriculados em 309 instituições do país. O censo que foi realizado pela Associação Brasileira de Ensino a Distância ABED, também previa para 2015 um aumento de 82% nas matrículas dessas instituições.

    Os cursos a distância e semipresenciais são cada vez mais uma opção entre os brasileiros. Isso decorre da ausência de pólos presenciais em muitas regiões do país e pela falta de disponibilidade de tempo o deslocação a um centro universitário.

   O EAD possibilita uma aprendizagem equivalente as ministradas em salas de aula, e ainda proporciona flexibilidade de tempo e lugar. Quem não pode cursar uma universidade, seja pelo ônus financeiro, disponibilidade física ou distância, pode contar com a EAD para avançar nos estudos e ter, além dos materiais, interação de professores presentes nos pólos e ferramentas, como a internet, para auxiliar nos estudos” declara o ex-ministro da educação Carlos Chiarelli, em entrevista a Escola Nacional de Saúde Pública ENSP.

   O mercado de trabalho está cada vez mais exigente em relação a formação acadêmica, e nesse quesito os EAD’s abarcam 86,8% dos cursos voltados a preparação do profissional ao mercado de trabalho. Entre esse percentual encontram-se cursos técnicos, graduação, especialização, mestrado e MBA’s. O ensino a distância é uma opção para quem não tem oportunidade e disponibilidade de frequentar um centro de estudos, e também, uma possibilidade para quem quer continuar estudando, se especializando e crescendo diante da oferta de emprego.  

 



Texto: Júlia Pereira

 



Dados: www.ead.fiocruz.br

www.abed.org.br